quarta-feira, 2 de janeiro de 2019

Moro é ovacionado durante nomeação dos ministros de Bolsonaro

O novo presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, usou uma caneta esferográfica bastante popular para assinar os documentos.
Seguindo o protocolo, o ex-juiz federal Sergio Moro foi o primeiro ministro a ser nomeado nesta terça-feira (1º) e o mais aplaudido pelos presentes.
O ex-juiz federal vai chefiar a partir desta quarta-feira (2) o Ministério da Justiça e Segurança Pública.
A pasta, considerada um “superministério” por Bolsonaro, reúne sob responsabilidade de Moro órgãos como a Polícia Federal e parte do Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras), até então subordinado ao ministério da Fazenda.
O nome de Gustavo Bebianno, ex-presidente do PSL e braço-direito de Bolsonaro durante a campanha eleitoral, também foi bastante celebrado pelos presentes. Ele foi nomeado ministro da Secretaria-Geral da Presidência. 
UOL