Eleições 2018: Com Lula preso, PT transforma registro de candidatura em ato político.

Eleições 2018: Com Lula preso, PT transforma registro de candidatura em ato político.

Na tarde desta quarta-feira (15), em Brasília, o PT pretende transformar um ato normalmente burocrático -- o pedido de registro de um candidato a presidente -- em um evento político de grandes proporções.


O partido quer atrair milhares de militantes para os arredores do prédio do TSE, onde um grupo de petistas, acompanhado de advogados, deve pedir o registro de candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) horas antes do fim do prazo previsto em lei -- 19h do dia 15.

FONTE: UOL