Bolsonaro mantém 'quadro clínico inalterado', diz boletim médico.


O candidato à Presidência da República pelo PSL, Jair Bolosonaro, está com o "quadro clínico inalterado nas últimas 12 horas", segundo boletim médico divulgado na noite desta quarta-feira (12) pelo Hospital Albert Einstein, na Zona Sul de São Paulo.

Mais cedo, outro boletim informava que ele estava estável e teve a alimentação oral suspensa momentaneamente "devido ao surgimento de uma distensão abdominal". Dessa forma, o candidato precisou voltar a ter "alimentação parenteral (endovenosa) exclusiva até a próxima avalição". 

O boletim médico do início desta noite informava que o candidato "persistiu com distensão abdominal, mantendo alimentação parenteral (endovenosa) exclusiva". "A reintrodução da alimentação por via oral dependerá da evolução do paciente", completava a nota.

Segundo o hospital, ele continua recebendo as medidas de prevenção de trombose venosa, "sem apresentar febre ou outros sinais de infecção".

Bolsonaro deixou a UTI do Albert Einstein nesta terça-feira e foi transferido para uma unidade de cuidados semi-intensivos. Ele sofreu um atentado na última quinta-feira (6) e foi atingido por uma facada durante ato de campanha em Juiz de Fora (MG). Ele precisou passar por cirurgia após sofrer lesões nos intestinos delgado e grosso, e foi encaminhado para o Albert Einstein no dia seguinte.


G1