Laudo balístico aponta que um dos tiros em Benes Jr foi de fuzil


O armamento apontado pelo laudo é de uso exclusivo das forças militares do RN
Uma matéria no jornal Tribuna do Norte desta terça-feira traz informações importantes sobre a investigação da morte de Luiz Benes Leocádio Junior, filho do ex-prefeito de Lajes e ex-presidente da Femurn, Benes Leocádio.
O jovem Benes Júnior foi vítima de um sequestro relâmpago há aproximadamente um mês, e durante a fuga, houve um confronto entre os sequestradores e a Polícia. No confronto, Benes foi atingido e não resistiu aos ferimentos.
Segundo o laudo, dois projéteis de fuzil calibre 5.56 foram retirados do corpo do jovem na noite do dia 15 de agosto.
No dia do crime, oito armas foram recolhidas, sendo seis fuzis que estavam com os policiais e dois revólveres calibre 38 que estavam em poder dos assaltantes. Das oito armas avaliadas, para sete o laudo deu negativo, e a outra deu inconclusivo, o que significa que não dá para se ter certeza se o tiro partiu ou não dela.
Ao jornal Tribuna do Norte, o delegada Taís Aires afirmou que não é preciso outro exame balístico, visto que outros indícios elucidam a questão.
Novo Jornalismo