Corpo que pode ser de vigia desaparecido é encontrado enterrado na Grande Natal
Corpo foi achado na manhã desta quinta (25) em uma cova rasa escavada na comunidade do Arisco, na zona rural de São Gonçalo do Amarante.
Foi encontrado na manhã desta quinta-feira (25), enterrado em uma cova rasa na comunidade do Arisco, na zona rural de São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal, o corpo de um homem que pode ser o do vigia Edson Nascimento de Souza, de 30 anos, que foi visto pela última vez com vida no início da semana.
Segundo a Polícia Civil, foi uma cachorrinha que descobriu o cadáver e chamou a atenção dos moradores da região. Em seguida, a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros foram chamados e isolaram o local.
Segundo o delegado Normando Feitosa, titular da DP de Macaíba, e que está auxiliando as investigações, as buscas por Edson começaram ainda na noite da segunda-feira (22), quando o vigia saiu de casa, em São Gonçalo do Amarante, e não chegou ao seu destino. “Ele estava de moto, e saiu para ir a Macaíba, onde mora a ex-mulher dele, para deixar umas fraudas para o filho do casal. Só que não ele chegou”, explicou Normando.
À Polícia Militar, a mulher relatou, inclusive, que chegou a receber ligações de vários homens falando palavrões para ela e que, ao fundo, deu para ouvir que havia um homem chorando e pedindo ajuda, e que ela acredita que era o ex-marido.
Ainda de acordo com Normando Feitosa, a motocicleta de Edson foi encontrada na noite desta quarta (24) numa região de mata perto de onde o corpo foi encontrado nesta manhã. “Tudo indica, pela proximidade, que seja o corpo do vigia. Mas, só a perícia poderá comprovar”, ressaltou o delegado.
O delegado também frisou que, caso o corpo seja mesmo identificado como sendo o do Edson, a princípio o caso será tratado como latrocínio, que é o roubo seguido de morte.
Notícias 24 Hrs